Nadal não resiste a um inspiradíssimo Nishikori e perde a decisão do bronze
Estilo News
15 de Agosto de 2016 às 08h24min
Nadal não resiste a um inspiradíssimo Nishikori e perde a decisão do bronze

G1

Rafael Nadal é conhecido, dentre tantas qualidades, por saber se defender e errar pouco em uma partida de tênis. É, geralmente nestes detalhes, que ganha seus jogos. Porém, neste domingo, o espanhol não conseguiu ter o mesmo desempenho de outras jornadas. Não só pelo cansaço acumulado na Rio 2016. Não só por ter, eventualmente, uma apresentação irregular. A derrota, na decisão da medalha de bronze do simples masculino, teve nome, sobrenome e nacionalidade: Kei Nishikori, do Japão. O asiático venceu a partida, no Centro Olímpico de Tênis, com um alto nível de jogo: 2 sets a 1, parciais de 6/2, 7/6 (1-7) e 6/3, em duas horas e 49 minutos de confronto. E olha que Nadal, ao reverter uma derrota certa, conseguiu levar a disputa ao último set. 

Atual sétimo do mundo, o japonês coroou uma campanha cujo ápice fora a vitória sobre o francês Gale Monfils, no tie-brek do segundo set, nas quartas de final. E que coroamento. Fez Nadal cometer, por exemplo, 62 erros - 28 não forçados. Quebrou o saque do rival por quatro vezes. Nada disso, porém, o fez comemorar efusivamente. Manteve o tom sereno dos orientais. Nadal, por sua vez, após quase não participar da Olimpíada, motivado por problema no punho esquerdo, lesionado em maio, deixa a competição com o quarto lugar - e ainda o ouro nas duplas masculina. Mostrou estar no caminho para, enfim, recuperar o nível que encantou o mundo.

O jogo

Eliminados por Juan Martin Del Potro e Andy Murray, respectivamente, Nadal e Nishikori levaram bom público à Quadra 1 - boa parte dos torcedores aproveitou para ver a decisão do terceiro lugar enquanto a final não iniciava na Quadra Central. O espanhol estava mais desgastado, afinal, jogou o torneio de duplas, o qual foi campeão ao lado de Marc López. O japonês se concentrou apenas no simples. Nadal não teve o mesmo jogo de pernas de outras partidas no Brasil e, contanto com um rival inspiradíssimo, forçando o jogo, perdeu o primeiro set por 6/2.   

No segundo set, o panorama foi igual no começo. Lembrou do primeiro set vencido por Thomaz Bellucci contra Nadal. Nishikori foi agressivo de novo, sacando muito bem, apostando em bolas profundas, no jogo de fundo de quadra. Logo quebrou duas vezes o rival. Parecia que o 2 a 0 era uma questão de tempo. Porém, Rafael Nadal é Rafael Nadal. Saiu de um 2/5, inicialmente, devolvendo a primeira quebra com uma dupla falta do adversário. Cresceu no jogo. Com ótimas defesas e bolas curtas, igualou em 5/5, ao quebrar novamente o oponente. A partir daí, ambos tenistas confirmaram o serviço. Tudo foi ser decidido no tie-break, no qual Nadal passou por cima. Fez 7-1 sem nenhuma contestação.   

 

O terceiro e último set começou com relativo atraso. Os dois tenistas foram ao vestiário, porém, o japonês demorou a voltar. O público vaiou ao reclamar da espera. Nishikori não se abateu. Manteve a concetração e retomou o nível da apresentação do primeiro set. Conseguiu uma quebra no quarto game, abrindo 3/1. Manteve a vantagem até fechar o set em 6/3, o jogo em 2 a 1 e levar o bronze para casa.

Envie seu Comentário
Atenção! O Estilo News não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Nome:* (obrigatório)
Email:* (não será divulgado)
Comentários:* (seu comentário será moderado)
 
 
2015 © - Estilo News - Todos os direitos reservados.
Estilo News.com.br
E-mail:toniazzoproducoes@hotmail.com
Endereço: Rua Eduardo Trindade, nº 638 - Jardim Trindade e Nunes
Cep: 79.130-000 - Rio Brilhante/MS
Telefone da Redação: (67) 3452-3313



 
 
As notícias veiculadas nos blogs, colunas e artigos são de inteira responsabilidade dos seus autores.


Desenvolvido por: Webecom