Gerente de fazenda que matou por causa de ‘’traição’’ se apresenta à polícia
Estilo News
10 de Março de 2016 às 14h14min
Gerente de fazenda que matou por causa de ‘’traição’’ se apresenta à polícia

Rio Brilhante News

Na companhia de um Advogado Criminalista, se apresentou na tarde desta quarta-feira, (09), na delegacia de polícia civil de Rio Brilhante o gerente de fazenda,Paulo Cezar Gonçalves , 35 anos (Paulinho), acusado de matar a tiros o funcionário da mesma fazenda, Vilmar Carlos Macena, de 33 anos. O crime ocorreu no inicio da tarde de segunda-feira, (07).

De acordo com o depoimento prestado a escrivã de polícia, Paulo disse estar arrependido do crime, e alega que matou Vilmar depois de descobrir um relacionamento amoroso entre ele e sua esposa e tendo certeza da traição foi tirar satisfações com Vilmar.

No dia do crime, o acusado informou que foi ate o local onde Vilmar estava trabalhando no preparo da lavoura, e quando chegou teria questionado a vítima com relação ao seu envolvimento com sua esposa. Segundo o acusado, a vitima teria o insultado e confirmado o relacionamento com a mulher, e em seguida agarrado seu pescoço tentando enforcá-lo, foi quando ele sacou de uma pistola e começou a efetuar disparos em direção de Vilmar.

Paulinho então entrou na caminhonete e iniciou a perseguição, efetuando mais disparos sendo que o primeiro tiro à acertar a vitima foi na mão. O acusado disse que em nenhum momento desceu da caminhonete e continuou efetuando disparos em direção de Macena, os tiros atingiram o rosto e as costas, momento em que Vilmar teria caído e ao se aproximar sem descer do veiculo Paulo efetuou mais um tiro que acertou a cabeça de Vilmar.

Após certificar que a vitima estava morta, o acusado deixou o local. Segundo ele após deixar a caminhonete e pegar um Fiat Uno para fugir, ele foi em direção ao distrito de Ipezal em Angélica, porém se refugiou em meio a um canavial até na manhã de ontem, (08), quando entrou em contato com seu Advogado.

Com relação à arma usada no crime o gerente alegou que jogou em meio ao canavial.

Paulo negou que tenha premeditado o crime. Perguntado o porquê foi conversar com a vítima com a arma na cintura, disse que sempre costumava andar armado na fazenda.Contou ainda que adquiriu a pistola a cerca de um ano e meio de uma pessoa desconhecida.

Durante o depoimento, Paulo alegou que as armas encontradas em sua casa (01 carabina 357 de uso restrito, 01 espingarda Puma calibre 38 além de 01 revolver calibre 38), são de sua propriedade.

Após a apresentação Paulo foi liberado. Segundo o delegado do caso Dr. Andre Luis de Mendonça Fernandes, como não havia mandado de prisão contra o acusado e ele se apresentou espontaneamente, isso lhe da o direito de ser liberado após depoimento. Uma testemunha do crime já foi ouvido pela polícia.

O acusado não tinha antecedentes criminais. De acordo com o delegado, mesmo com a apresentação do autor, o crime continua sendo investigado e não esta descartada que mais pessoas sejam ouvidas no inquérito policial.

Envie seu Comentário
Atenção! O Estilo News não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Nome:* (obrigatório)
Email:* (não será divulgado)
Comentários:* (seu comentário será moderado)
 
 
2015 © - Estilo News - Todos os direitos reservados.
Estilo News.com.br
E-mail:toniazzoproducoes@hotmail.com
Endereço: Rua Eduardo Trindade, nº 638 - Jardim Trindade e Nunes
Cep: 79.130-000 - Rio Brilhante/MS
Telefone da Redação: (67) 3452-3313



 
 
As notícias veiculadas nos blogs, colunas e artigos são de inteira responsabilidade dos seus autores.


Desenvolvido por: Webecom